top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Apesar das chuvas, segue colheita do trigo no RS


Apesar das precipitações em parte do período, os triticultores gaúchos aproveitaram as janelas de tempo mais seco para prosseguir com a colheita.


Estima-se que o índice atingiu 11% da área de cultivo, que é de 1.505.704 hectares nesta safra. De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado nesta quarta-feira (11/10) pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), mesmo sem as condições ambientais ideais, a colheita do trigo foi conduzida com o objetivo de assegurar a qualidade de um produto que ainda atenda aos padrões de comercialização estabelecidos para a indústria de moagem.


A cultura do trigo no RS evolui rapidamente para o estágio de maturação, que alcançou 42%, sendo que 38% da área estão em enchimento de grãos, e 9% em floração. Devido às condições climáticas desfavoráveis, há estimativa de redução no potencial produtivo.


Há preocupação generalizada entre triticultores relacionada ao baixo preço pago pelo grão, o que resulta na necessidade de alcançar altas produtividades para obter algum lucro, ou pelo menos liquidar os financiamentos referentes ao custeio das lavouras. Neste contexto, ainda há considerável risco de desvalorização do grão devido a problemas de qualidade, resultantes do excesso de umidade e da ação de doenças, como giberela.


Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, em torno de 10% da área se encontra no estágio de floração; 20% estão em enchimento de grãos; e 60%, em fase de maturação. As áreas em colheita representam 10%, e os resultados obtidos indicam redução de 12% em relação às projeções iniciais, que na região são de 3.026 kg/ha.


Fonte e foto: Emater


198 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page