top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Tiro é disparado após discussão em bar que Maraisa, da dupla com Maiara, jantava em Porto Alegre


Uma confusão em um bar no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, deixou um produtor da dupla Maiara e Maraisa com escoriações após uma ocorrência registrada na madrugada de quarta-feira (23). Após uma discussão, um homem, que seria um policial militar da Capital, efetuou um disparo dentro do estabelecimento. A Polícia Civil investiga o caso.


De acordo com a assessoria de imprensa da dupla sertaneja, Maraisa estava em um dia de folga em Porto Alegre e foi ao bar acompanhada de um produtor, a esposa dele, um secretário e um segurança. Maiara não acompanhava o grupo. No local, um suposto brigadiano, que estava de folga naquela noite, teria iniciado uma discussão com o grupo, fazendo provocações.


"O segurança estava saindo do banheiro quando viu o rapaz (policial) com a arma na mão. Ele conseguiu controlar e o disparo foi feito para o alto. O incidente poderia ter outras consequências, se não fosse a agilidade e competência do segurança que acompanhava a cantora", disse a assessoria em nota.


Em razão da confusão, o produtor da dupla teve algumas escoriações, disse a assessoria. A cantora deixou a Capital nesta quinta-feira (24).


Polícia analisa imagens de câmeras

De acordo com o delegado Ajaribe Rocha Pinto, da 10ª DP, responsável pelo inquérito, as equipes analisam imagens de câmeras de segurança do local e devem ouvir mais pessoas sobre o caso, incluindo integrantes da equipe das cantoras.


— Pelas imagens, vemos que um homem, que seria um PM daqui, acaba agredindo uma pessoa da equipe delas. Ele atira um copo no rosto do outro homem. Depois, esse policial teria feito o disparo, mas ninguém foi atingido. Há relatos de que o policial teria assediado um mulher da equipe, mas isso também será apurado. Todos serão ouvidos, incluindo o segurança da dupla, que seria um policial militar de Mato Grosso — relata o delegado.


O PM que teria iniciado as agressões estaria acompanhado de outro policial da Capital. Eles não tiveram os nomes divulgados.


Conforme o tenente-coronel Ivens Giuliano Campos dos Santos, comandante do 9º BPM, que atende a região, o caso ocorreu por volta das 2h30min. A corporação foi acionada depois que o disparo foi efetuado. Quando a guarnição chegou ao local, a equipe da cantora já não estava mais no bar, assim como os demais envolvidos no caso.


Em janeiro, outra ocorrência envolvendo tiros foi registrada após o final de um show da dupla, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Na madrugada do dia 7 daquele mês, cerca de duas horas após a apresentação das irmãs, um homem teria sacado uma arma e começado a disparar. O caso teria sido motivado por brigas e disputas entre facções criminosas rivais. Cinco pessoas ficaram feridas.


Fonte: Gaúcha ZH

Foto: divulgação


400 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page