redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Saiba como consulta a dinheiro esquecido em bancos, tanto pessoa física como jurídica


O Banco Central (BC) volta a disponibilizar nesta semana a consulta de valores a receber junto às instituições financeiras. Os dados estão disponíveis em uma nova plataforma e serão duas etapas de pagamento. O dinheiro que os brasileiros têm para receber dizem respeito a contas-correntes ou poupanças encerradas com saldo, tarifas cobradas indevidamente pelos bancos, recursos não resgatados de consórcios, dentre várias outras possibilidades.


Novo portal de consultas


O novo site elaborado pelo BC para que os brasileiros possam consultar recursos esquecidos em bancos está disponível a partir desta segunda-feira (14). No entanto, para garantir acesso à plataforma e solicitar o saque dos valores, os brasileiros terão de realizar um cadastro pelo site Acesso (https://sso.acesso.gov.br) ou ainda por meio do aplicativo gov.br, disponível para celulares Android e iOS, caso não tenham cadastro.


A ferramenta disponibilizada pelo BC foi chamada “Valores a Receber” e tanto as pessoas físicas (CPF) quanto as pessoas jurídicas (CNPJ) vão poder consultar se possuem valores a receber de bancos e entidades do sistema financeiro, para então solicitarem o resgate dos valores.


O Sistema Valores a Receber (SVR), foi lançado pelo Banco Central para que o cidadão comum (CPF) e pessoa jurídica (CNPJ) possam consultar o montante a receber de bancos e entidades financeiras. Porém, o sistema acabou sendo suspenso devido à grande procura e interesse por parte dos brasileiros, o que sobrecarregou o sistema, deixando-o fora do ar.


Assim, o Banco Central desenvolveu um novo endereço para a consulta dos valores esquecidos tanto para pessoa física quanto jurídica sendo ela: valoresareceber.bcb.gov.br.


Criar conta gov.br


Quem não possui a conta gov.br deve criá-la pelo aplicativo ou pelo site. Se estiver no aplicativo, clique no botão “Entrar com gov.br“, e se estiver no site, clique no botão “Criar conta gov.br“. Em seguida digite seu CPF e siga as orientações para criar sua conta. Escolha por onde você quer receber a habilitação do cadastro, sendo ela por e-mail, ou SMS para o telefone cadastrado.


Com o e-mail ou SMS de ativação será preciso clicar no link enviado para ativar a sua conta. Lembre-se que o link expira após 15 minutos do seu envio, se você perder o prazo será necessário realizar uma nova solicitação de envio.


Por fim, após ativação por meio do link, o cidadão deve informar o CPF e escolher uma senha de acesso, clicar em “criar senha” e pronto, sua conta gov.br já está cadastrada e já pode ser utilizada para diversos serviços do governo.


Como resgatar os valores


Atenção: essa consulta NÃO poderá ser feita no site principal do BC, somente aqui mesmo!


Passo-a-passo para resgatar esses valores:


– Volte aqui (valoresareceber.bcb.gov.br) a partir do dia 14/02;


– Use seu CPF ou CNPJ para consultar se você tem valores a receber;


– Caso positivo, guarde bem a data que o sistema vai lhe informar;


– Se você ainda não tiver login Gov.br, faça seu cadastro gratuito no site ou pelo App Gov.br (Google Play e App Store). Você vai precisar de um cadastro Gov.br nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato;


– Volte aqui (valoresareceber.bcb.gov.br) na data informada e use seu login Gov.br para acessar o sistema, saber qual o valor disponível e solicitar sua transferência;


– Se você perder sua data de resgate, venha aqui (valoresareceber.bcb.gov.br) em outro dia e o sistema vai informar uma nova data para retorno.


– Não se preocupe com seu direito sobre os recursos a devolver. Eles são seus e continuarão guardados pelas instituições financeiras o tempo que for necessário, esperando até que você solicite a devolução.


Fique atento para não cair em golpes:


O único site para consulta e solicitação desses valores é aqui (valoresareceber.bcb.gov.br). O Banco Central NÃO envia links NEM entra em contato com você para tratar sobre valores a receber ou para confirmar seus dados pessoais. NINGUÉM está autorizado a entrar em contato com você em nome do Banco Central ou do Sistema Valores a Receber.


Portanto, NUNCA clique em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram. NÃO faça qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. É golpe!


Muito importante: apenas depois que você acessar o sistema (ou se já o acessou nos dias 24 e 25/01) e somente no caso de pedir o resgate sem indicar uma chave Pix, a instituição financeira que VOCÊ escolheu entrará em contato para realizar a transferência.


Atenção: mesmo nesse caso específico, essa instituição NÃO pode pedir que você informe seus dados pessoais NEM sua senha.


Fonte: Rede Jornal Contábil

Foto: José Cruz/Agência Brasi

1.072 visualizações0 comentário