top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

RS registra três novos óbitos por dengue em 2024; vítimas são de Santa Rosa, Iraí e São Leopoldo

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde, confirmou nesta terça (dia 12/3) mais três óbitos por dengue no Rio Grande do Sul, totalizando 20 óbitos por dengue até o momento.


- Mulher, 58 anos, residente em São Leopoldo. Com comorbidades, ocorrido em 22/02/2024.

- Mulher, 81 anos, residente em Santa Rosa. Com comorbidades, ocorrido em 06/03/2024.

- Homem, 76 anos, residente em Iraí. Com comorbidades, ocorrido em 08/03/2024.

São Leopoldo apresenta incidência de 820 por 100.000 hab. de casos prováveis de dengue.


Santa Rosa apresenta incidência de 3.403 por 100.000 hab. de casos prováveis de dengue.

Iraí apresenta incidência de 5.685 por 100.000 hab. de casos prováveis de dengue.

Reforçamos a importância de que a população procure atendimento médico nos serviços de saúde logo nos primeiros sintomas. Dessa forma, evita-se o agravamento da doença e a possível evolução para óbito.


Principais sintomas

- febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias,

- dor retroorbital (atrás dos olhos);

- dor de cabeça,

- dor no corpo,

- dor nas articulações,

- mal-estar geral,

- náusea,

- vômito,

- diarreia,

- manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira.


Medidas de prevenção à proliferação e circulação do Aedes, com a limpeza e revisão das áreas interna e externa das residências ou apartamentos e eliminação dos objetos com água parada são ações que impedem o mosquito de nascer, cortando o ciclo de vida na fase aquática.


O uso de repelente também é recomendado para maior proteção individual contra o Aedes aegypti.


Situação epidemiológica

Neste ano, Rio Grande do Sul já registra 17.726 casos confirmados, dos quais 15.065 são autóctones, que é quando contágio aconteceu dentro do Estado.


Fonte: SES

Foto: Fiocruz/Divulgação



94 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page