top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Polícia Civil indicia primo e mais quatro pessoas por envolvimento em morte de enfermeira no RS


A Polícia Civil indiciou cinco pessoas por envolvimento na morte da enfermeira Priscila Ferreira Leonardi, de 40 anos, em Alegrete, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Os investigados responderão pelos crimes de extorsão qualificada (restrição de liberdade e resultado de morte) e ocultação de cadáver. O inquérito foi concluído no dia 4 de outubro, mas foi divulgado na terça-feira (10).


De acordo com a delegada Fernanda Mendonça, responsável pela investigação, o mandante do crime seria Emerson da Silveira Leonardi, primo da vítima. Ele está preso desde 13 de julho. Outros três indiciados também estão presos, e uma pessoa está solta. Eles não tiveram os nomes divulgados.


A defesa de Emerson da Silveira Leonardi sustenta que "há varias diligências pendentes" e que a "conclusão do inquérito se deu de forma prematura". "Muitas coisas que estão sendo ditas pendem de prova, consistem de pura ilação", acrescenta.


Segundo a investigação, Emerson teria acionado, por meio de um preso da Penitenciária Modulada de Uruguaiana, os outros indiciados para buscarem a enfermeira, simulando uma chamada a um motorista que faria corridas particulares. Dentro do veículo, eles tentaram extorquir dinheiro da vítima. Sem sucesso na tentativa, eles teriam cometido o crime.


"O plano envolvia constranger a vítima para que valores de suas contas fossem retirados/transferidos para os criminosos. Porém, sem conseguir obter nenhum valor, ela acabou sendo morta e seu corpo ocultado para dificultar o descobrimento do crime cometido", disse a delegada.


Fonte: g1

Foto: Arquivo Pessoal

583 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page