top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Novo ciclone extratropical deve atingir RS neste fim de semana


Um novo ciclone extratropical deve se formar sobre o Rio Grande do Sul a partir desta sexta-feira (7), segundo previsão da Climatempo Meteorologia. O fenômeno, no entanto, não deve ter a mesma força do evento que devastou cidades do RS e deixou 16 pessoas mortas no estado em meados de junho. A previsão é de que o volume de chuva no acumulado de sexta e sábado fique entre 100mm e 150mm em Porto Alegre, cidades da Região Metropolitana, da Serra e do Litoral Norte do Rio Grande do Sul, além de áreas do sul e do leste de Santa Catarina. Em algumas cidades, isso representa mais do que a média prevista para todo o mês de julho. Em Torres, no Litoral Norte do RS, por exemplo, a média para julho é de 121,8 mm, levando-se em conta o período entre 1991 a 2020, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Nesta terça-feira (4), a Defesa Civil do RS emitiu boletim destacando a necessidade de "atenção" para "instabilidades meteorológicas" dos próximos dias no estado. De acordo com o órgão, pode haver "transtornos relacionados aos acumulados e aos temporais" a partir de sexta. A Defesa Civil afirma que está monitorando possíveis eventos climáticos e emitirá alertas caso seja necessário. "A orientação para pessoas que residem em áreas de risco é de que, durante a vigência desses alertas, busquem um lugar seguro, seja casa de um amigo, familiar ou mesmo um dos abrigos oferecidos pela Defesa Civil do seu municício. E aquele cidadão que não reside em área de risco, que evite sair durante a vigência do alerta, porque vai estar preservando sua vida e de seus familiares", diz o chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil do RS, Luciano Boeira.


Além da chuva, o ciclone extratropical deve trazer ao RS ventos de até 90 km/h nas regiões Leste e Nordeste do estado.

Ciclone deixou 16 mortos

O ciclone extratropical que atingiu o Rio Grande do Sul entre 15 e 16 de junho foi o maior desastre natural relacionado a chuvas dos últimos 40 anos no estado, segundo o governo do RS, com base em dados do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) e estudos.


No total, 16 pessoas morreram por consequência do evento climático extremo. Mais de 40 cidades tiveram estragos. Aulas foram suspensas, serviços de saúde afetados, pessoas ficaram desabrigadas e pontos de alagamento foram registradas.



Fonte: G1 - RS

Comments


bottom of page