top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Iraí decreta situação de emergência após aumento de desalojados com cheia do Rio Uruguai

O município de Iraí, no norte do RS, decidiu decretar situação de emergência na tarde deste domingo (8). O anúncio que estava previsto para ocorrer nesta segunda-feira (9) foi antecipado em função do aumento substancial de famílias atingidas pela enchente do Rio Uruguai.


Segundo a coordenadora da Defesa Civil de Iraí, Roselei Vanderleia Gheno, o processo já foi encaminhado e depende apenas de laudos técnicos para comprovar a situação, que devem ser anexados na segunda pela manhã.

A última atualização da Defesa Civil municipal confirmou que mais de 100 famílias estão desalojadas. Segundo monitoramento do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), o Rio Uruguai em Iraí está 13,29 metros acima do nível normal, o que se enquadra na cota de inundação.


Segundo a prefeitura, os alagamentos não se dão por causa do volume de chuva, mas sim porque afluentes, como o Rio do Mel, represam a água que desce da barragem de Foz do Chapecó, em Santa Catarina, e, sem ter para onde escoar, alagam a cidade.

Por causa da cheia, equipes da Defesa Civil e poder público de Iraí trabalham para contabilizar os números de pessoas e bens afetados.


— Todas as pessoas em zonas de risco já foram retiradas de suas casas. Só temos uma família no abrigo público disponibilizado pela prefeitura. Os demais estão em casas de familiares ou amigos — disse Gheno.

A região mais atingida é a parte baixa da cidade, na região central, onde ficam as ruas Paulo Aires, Valdomiro Dutra, Independência, Adalberto Zeilmann e Santa Júlia.


A Secretaria Municipal de Assistência Social está recebendo doações de materiais de higiene e limpeza, roupas, alimentos não perecíveis, móveis e utensílios para as famílias atingidas. Dois espaços públicos foram preparados para receber pessoas atingidas e seus pertences: o salão da igreja da Vila Militar e o Centro de Múltiplo Uso, na Rua Duque de Caxias.


Estragos da chuva


Apesar da chuva não ter causado, sozinha, a cheia do Rio Uruguai, na zona rural do município de 7,1 mil habitantes a enxurrada causou estragos em estradas e lavouras. Os prejuízos ainda estão sendo contabilizados pelas equipes da prefeitura.


Por causa dos alagamentos, a cidade também ficou sem abastecimento de água. Em nota, a Corsan diz que o sistema de recalque ficou inundado comprometendo a operação. No momento, o abastecimento está interrompido na parte baixa da cidade, onde está a região central, e nos bairros Operário e Vila Militar.


De acordo com a Corsan, um ponto de captação alternativo e o uso de caminhão-pipa serão utilizados para manter a distribuição de água potável aos moradores, até que os técnicos recuperem o recalque. A previsão é que o abastecimento seja normalizado até o fim da tarde.


Desde as 15h de sexta-feira (6), choveu 81,2 milímetros em Iraí, segundo o CPRM. O volume equivale a 38% da média esperada para o mês, de 214 milímetros.


Fonte: GZH

Foto: Prefeitura de Iraí

Comments


bottom of page