redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Intensa instabilidade trará muita chuva em algumas regiões do RS


Uma frente quente começa a se formar entre a noite deste domingo e o começo da segunda-feira entre a Argentina e o Uruguai, devendo se estender durante a segunda-feira para parte do Rio Grande do Sul, onde deve chover principalmente em cidades do Oeste e do Sul e mais para o fim do dia em pontos do Centro do Estado e talvez até da Grande Porto Alegre.


Será o começo de um episódio de instabilidade que vai trazer fortes a intensos temporais, alguns até localmente violentos, e que vão castigar principalmente o Centro e o Nordeste da Argentina, além do Uruguai. Parte desta instabilidade mais intensa vai alcançar o Rio Grande do Sul, onde cidades do Oeste, do Centro e do Sul gaúcho têm maior risco de tempestades isoladas com vento e granizo. Serão vários dias seguidos com o tempo instável, embora ocorram períodos de melhorias em que o sol vai aparecer.


A instabilidade mais intensa vai ocorrer nesta segunda no Oeste e no Sul e novamente na quarta-feira nas mesmas regiões. Na terça e na quinta, a chuva deve ser mais ampla no Estado, embora irregular na distribuição.


Por isso, os volumes de chuva nesta semana devem ser muito altos em algumas regiões do Rio Grande do Sul e baixos em outros. Haverá pontos do Estado em que os acumulados de precipitação nesta semana devem passar dos 100 mm com marcas em alguns municípios mesmo acima dos 150 mm. Mesmo assim, em razão da irregularidade na chuva, terá cidades em que não deve chover mais de 20 mm ou 30 mm.


O mapa abaixo mostra a projeção de chuva para cinco dias do modelo meteorológico alemão Icon. Observa que o indicativo deste modelo é de chuva superior a 100 mm em vários pontos do Oeste e do Sul gaúcho com registros acima de 150 mm em algumas localidades e mesmo marcas muito isoladas superiores a 200 mm, especialmente nas proximidades de São Gabriel e Rosário do Sul.


Já o mapa abaixo traz a projeção de chuva para cinco dias do modelo ECMWF, do Centro Meteorológico Europeu, com posicionamento da chuva volumosa semelhante ao alemão com os maiores acumulados no Oeste e no Sul gaúcho.


O modelo europeu, por exemplo, prognostica o risco de altos volumes de chuva nesta segunda-feira na região de Uruguaiana. Já o mapa abaixo traz a projeção de chuva para 72 horas até 9h de quarta-feira do modelo de alta resolução WRF em que se constata a tendência de chuva acima de 100 mm em vários pontos do Oeste e do Sul. Diferentemente do Icon, o WRF projeta chuva volumosa também mais ao Centro do Rio Grande do Sul.


Como se observa, os acumulados de chuva na maior parte da Metade Norte gaúcha não seriam altos e pouco choveria em diversas cidades, especialmente nas mais próximas de Santa Catarina e do Paraná que devem ter sol e nuvens com calor na maior parte desta semana. Este intenso episódio de instabilidade da semana vai se concentrar mesmo no Centro argentino, Uruguai e Rio Grande do Sul com pouco efeito sobre Santa Catarina e sem maiores repercussões no Paraná, Centro-Oeste e estados do Sudeste que vão estar sob influência da grande massa de ar quente e seco que estará alimentando a instabilidade nos países do Prata e em algumas regiões gaúchas.


A reprodução em parte dos conteúdos da MetSul é autorizada desde que citada a fonte e publicado o hyperlink para o original https://metsul.com/intensa-instabilidade-trara-muita-chuva-em-algumas-regioes/ .


Fonte: Metsul Meteorologia


394 visualizações0 comentário