top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Ijuí concentra quase um quinto das mortes por dengue no RS


Um município com pouco mais de 83 mil habitantes concentra 17% das mortes por dengue no Rio Grande do Sul. Sete dos 39 óbitos decorrentes pela doença foram registrados em Ijuí, na Região Noroeste. É a cidade com maior número de casos no estado. A morte mais recente por dengue no município foi confirmada nesta segunda-feira (29). A vítima é um homem de 69 anos. Ele tinha comorbidade, e o óbito ocorreu em 22 de maio.


Só no mês de maio, a UPA 24h do município registrou 6,3 mil atendimentos, uma média de 262 consultas por dia. Desse total, 1,5 mil estavam relacionados a dengue.


O secretário de saúde de Ijuí, Márcio Strassburger, afirma que o município realiza ações de combate ao mosquito Aedes aegypti sistematicamente.


''Vistoria, notificação, multa, mutirões de limpeza, mutirão de fiscalização. Final de semana, dia de semana, depois das 18h, aplicação de veneno. Diversas ações foram feitas para tentar barrar a evolução, contudo, tivemos esse revés na questão dos casos'', afirma o secretário.


De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), são 5,5 mil notificações, com 2,5 mil casos confirmados e 2,1 mil em investigação no município. No início do mês, a coordenadora de atenção básica da saúde de Ijuí, Salester Ruver, afirmou à RBS TV que todos os casos suspeitos estão sendo investigados.


''Estamos investigando todos os pacientes suspeitos que chegam com sintomas que podem ser de dengue. Isso, logicamente, vai aumentar o número de notificações'', sustenta Salester.


A Prefeitura de Ijuí antecipa que está preparando uma campanha de conscientização para divulgar aos moradores do município no próximo ano. As ações contemplam medidas de prevenção à proliferação e circulação do mosquito transmissor da doença.


"Principalmente no sentido de sensibilizar e educar a população quanto aos reservatórios de água. Aqui tivemos muito reservatório de água em casa por causa da estiagem que teve. Quando chovia um pouco, já guardavam em baldes, tonéis, caixas d'água, cisternas, tanques velhos, piscinas. Estamos trabalhando forte pra que ano que vem a gente não não passe por esse problema'', afirma o secretário de saúde do município.


Sintomas da dengue

Febre alta (39°C a 40°C), com duração de dois a sete dias

Dor atrás dos olhos

Dor de cabeça

Dor no corpo

Dor nas articulações

Mal-estar geral

Náusea

Vômito

Diarreia

Manchas vermelhas na pele, com ou sem coceira



Fonte: G1 - RS

63 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page