PUBLICIDADE SANDRO ONLINE DAQUI.jpg
natal-feliz-banner.jpg
sacolao.png
oeste-pneus.jpg
viatec.png
rm-energia.jpg
loja-7.jpg
portela-engenharia-construcao.jpg
portela-automatiza.png
peixoto_instaladora.png

Hospital Bom Pastor, de Santo Augusto, recebe R$ 600 mil para compra de mamógrafo


O Hospital Bom Pastor, do município de Santo Augusto, no noroeste gaúcho, foi beneficiado com R$ 600 mil do Tesouro do Estado para a aquisição de um mamógrafo digital. O contrato foi assinado na tarde de quinta-feira (21) entre a secretária da Saúde, Arita Bergmann, e o presidente da instituição, Davi Ceolin. O recurso é proveniente de uma emenda parlamentar do deputado estadual Ernani Polo, também presente na ocasião. Para a compra efetiva do equipamento, o município de Santo Augusto deverá entrar com um valor de contrapartida.


O presidente Ceolin informou que o Hospital Bom Pastor tem, até o momento, um mamógrafo analógico, e que para a realização de um exame mais sofisticado e detalhado, as mulheres da região se deslocam até Ijuí.


Referência para mais de dez municípios próximos, como Chiapetta, Inhacorá, São Valério e outros da microrregião, o Bom Pastor realiza cerca de 180 a 200 mamografias analógicas por mês. Com o novo equipamento, além de haver uma melhoria na qualidade dos resultados, o presidente do hospital prevê a possibilidade de dobrar a quantidade de exames realizados na instituição. “O impacto do mamógrafo para as mulheres de Santo Augusto e das cidades próximas vai ser enorme, nos permitindo realizar diagnósticos mais precocemente do câncer de mama”, falou.


O Bom Pastor oferece serviços de média complexidade por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e possui 85 leitos clínicos e cirúrgicos. Entre as especialidades estão urologia, ginecologia, obstetrícia e pediatria.


A prefeita de Santo Augusto, Lilian Fontoura Depiere, agradeceu ao governo do Estado e ao deputado Polo, em nome das mulheres da comunidade local, pelo “momento ímpar que o município está vivendo”. Ela percebe como o câncer de mama está atingindo cada vez mais mulheres e que o melhor caminho é investir em prevenção.


A secretária Arita reforçou, dizendo que “grande parte dos casos de câncer de mama podem ser resolvidos através dos exames preventivos”. Arita destacou ainda a importância de as mulheres buscarem o exame, uma vez que muitas deixaram de fazê-lo em 2020 por conta da pandemia. “Prevenção não se faz só em outubro”, concluiu, em alusão ao Outubro Rosa.


Fonte e foto: Secretaria Estadual da Saúde

88 visualizações0 comentário