top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Ciclone na costa traz muito vento e frio intenso nesta terça-feira

Uma série de centros de baixa pressão dará origem a um ciclone na costa do Rio Grande do Sul entre esta terça e a quarta-feira com o sistema já configurado e maduro na costa do Sul do Brasil, sobre o Oceano Atlântico, ao longo desta terça. Ciclone estará sobre o mar a Leste do Rio Grande do Sul nesta terça.


O ciclone intenso terá múltiplos centros de baixa pressão menores em torno do seu vórtice principal, configurando uma situação meteorológico bastante curiosa, e vai ser responsável por trazer ainda instabilidade, embora mais fraca, e vento. Por influência do ciclone na costa, a terça-feira vai ser ventosa no Rio Grande do Sul.


A MetSul Meteorologia prevê rajadas de 40 km/h a 50 km/h na maioria das cidades do estado. As regiões que mais devem ter vento, que já se intensifica no Sul gaúcho na noite desta segunda-feira, serão o Sul e o Leste do estado no decorrer da terça, com rajadas muito fortes a intensas em alguns pontos.


No Sul e na Campanha, o vento pode atingir 70 km/h a 90 km/h, localmente superior principalmente no Litoral Sul. Em algumas praias do Litoral Sul, entre o Chuí e Mostardas, existe a possibilidade de rajadas em torno de 100 km/h.


Em Porto Alegre, em média, rajadas de 50 km/h a 70 km/h, mas, pela topografia, o vento pode ser mais forte em alguns pontos. São os casos de bairros mais altos da cidade e das margens do Guaíba, além de locais em que os prédios canalizam e potencializa a força do vento.


No Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a previsão é de vento nesta terça em alguns momentos com 60 km/h a 80 km/h com as rajadas mais fortes previstas para localidades mais ao Sul da região, especialmente entre Palmares do Sul e Tramandaí. Embora sem impacto como os piores ciclones do ano passado, os de junho e julho, o vento poderá causar alguns transtornos, como queda de árvores e falta de luz em setores do Sul e do Leste do estado. As operações do porto de Rio Grande devem ser afetadas.


Em Porto Alegre, o vento inicialmente soprará de Noroeste e no fim do dia passa a ser de Sul, o que se manterá na quarta e na quinta, interferindo com o nível do Guaíba que hoje à tarde estava em 3,25 metros pela régua da TideSat.


A MetSul Meteorologia reitera o aviso que este ciclone vai provocar forte agitação do mar com ressaca no restante da semana entre os litorais do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro. Em alguns locais, a ressaca pode ser significativa com danos e erosão costeira. Boletins da Marinha do Brasil advertem para ondas de até sete metros (modelos indicam vagas maiores) em mar aberto e de 3,5 metros na costa.


CHUVA DIMINUI E FRIO AUMENTA COM O VENTO


O dia começa com chuva muito intensa em pontos do Sul e do extremo Sul gaúcho, mas que depois cede. Nas demais regiões, a circulação do ciclone na costa traz muitas nuvens nesta terça com chuva e garoa em diferentes pontos. São prováveis pelo estado aberturas de sol em diferentes cidades, como é comum em circulação ciclônica em que nuvens, sol e chuva se alternam, não raro com a formação de arco-íris em alguns pontos.


O estado e a maior parte do Sul do Brasil terão um dia invernal com o vento trazendo sensação térmica baixa nesta terça. A maioria das cidades gaúchas terá máximas entre 10ºC e 13ºC, mas em várias, especialmente da Metade Norte, a temperatura passará o dia abaixo de 10ºC.


A cidade de Porto Alegre terá dia ventoso com muitas nuvens, momentos de garoa ou chuva, ocasionais aberturas nesta terça. Será uma jornada de inverno com bastante frio, reforçado pelo vento por vezes moderado e com rajadas, e com temperatura entre 9ºC ou 10ºC na mínima e 13ºC nas máximas na maior parte da cidade.


Fonte e foto: MetSul Meteorologia

コメント


bottom of page