top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Votação da Consulta Popular 2023 começa na segunda (27)

A votação da Consulta Popular 2023, última etapa do processo participativo, começa na segunda-feira (27/11) e segue até 1º de dezembro. Além do portal on-line, os cidadãos poderão usar o aplicativo WhatsApp, por meio do número (51) 3210-3260, para eleger as ações que consideram essenciais para a sua região. Neste ano, o governo estadual investiu R$ 60 milhões na Consulta, valor distribuído entre as 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).


“Com o objetivo de democratizar e facilitar cada vez mais os processos da Consulta Popular, trazemos o WhatsApp, um aplicativo utilizado diariamente por grande parte dos cidadãos, como recurso adicional à votação”, disse a titular da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), Danielle Calazans, cuja pasta é responsável pela Consulta. “A etapa da votação popular é muito importante, pois definirá quais demandas regionais serão integradas ao orçamento estadual. Contamos com o forte engajamento da população, que se mostrou presente nas etapas anteriores.”


Para participar da votação pelo site, basta que o cidadão acesse o portal da Consulta Popular, informe o título de eleitor e escolha a ação que deseja ver implementada. Caso não tenha em mãos o número do título, poderá obtê-lo por meio do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


No passo seguinte, o cidadão será encaminhado à cédula de votação regional, que contém entre cinco e dez ações, definidas a partir do Caderno de Demandas Elegíveis pelas assembleias regionais.


Nas regiões em que o sinal de internet estiver inadequado, será habilitado um aplicativo off-line para a realização da votação. Pessoas autorizadas pelos Coredes receberão os votos pelo smartphone e, posteriormente, estes serão transferidos para o sistema geral de votação.


Consulta Popular


Instituída no Rio Grande do Sul em 1998, a Consulta Popular está consolidada como mecanismo participativo, pelo qual a população ajuda a definir como parte do orçamento anual será investido. Em 2023, a Consulta recebeu aproximadamente 50% mais propostas do que a edição anterior – após um mês, foram enviadas 852 sugestões pelo portal da Consulta, ao passo que, em 2022, foram 571 envios em 50 dias.


Texto: Karine Paixão/Ascom SPGG

Edição: Camila Cargnelutti/Secom


Comments


bottom of page