redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Ventos fortes causam destruição em pontos do município de Horizontina


A Defesa Civil Municipal, SMDR e SMILT, trabalham com suas equipes na tarde/noite desta terça-feira, 25 de janeiro no interior de Horizontina. Localidades como Bela Vistal, Lajeado Coqueiro, Lajeado Seco, Esquina Figueira registraram ocorrências devido ao vento forte.


Em Figueira, onde a chuva foi só de 2mm uma lavoura havia registrado fogo, resteva de milho colhido, exigindo intervenção de máquinas para abertura de aceiro.


Nas localidades como Lajeado Coqueiro, Bela Vista, Lajeado Seco o vento forte derrubou um chiqueirão (pocilga/criação de suínos) na propriedade da família Hidalgo em Lajeado Coqueiro, também atingindo o telhado de casas da propriedade. O chiqueiro estava sem animais, pois suínos seriam internados para terminação até o final desta semana. Perda total da estrutura.


Em Bela Vista, propriedade de Cenair Mohr, um pavilhão usado para criação de gado confinado teve seu telhado arrancado pela força do vento. As folhas metálicas retorcidas ficaram presas em árvores de uma mata próxima e uma das partes voou com o vento cerca de 150 metros, parando nas margens da RS 305, por pouco não atingindo um veículo. Igualmente o espaço estava sem animais, porém a família perdeu o trato armazenado, e acionará o seguro para buscar a reconstrução do pavilhão.


Árvores caíram em vários pontos de localidades. As equipes da Defesa Civil ainda estão pelo interior, levando lonas em casas que tiveram telhados avariados, informa o Diretor do Departamento Adilson Jonathan Oliveira.


Um relatório inicial de todos os registros devem ser feito na manhã desta quarta-feira.




Fonte e fotos: Ascom de Horizontina

369 visualizações0 comentário