top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Sem ciclone: Entenda o que trará muita chuva e temporais nesta segunda-feira

A MetSul Meteorologia alerta para uma segunda-feira de intensa instabilidade no Rio Grande do Sul. Chove em todas as regiões no decorrer do dia e em muitos locais com forte intensidade com risco de temporais localizados sob condição atmosférica extremamente instável desde o começo do dia. A chuva em vários momentos da segunda-feira será forte a torrencial com volumes muito altos em curto período, de 50 mm a 100 mm em menos de três horas em alguns pontos, o que deve gerar alagamentos e inundações repentinas em zonas urbanas e rurais.


As taxas de chuva elevadíssimas podem gerar ainda o transbordamento de córregos e arroios, além de favorecer a rápida elevação de níveis de rios. Vai chover muito na madrugada com acumulados até localmente extremos na Metade Norte do estado, em especial no Noroeste gaúcho. No decorrer do dia se forma uma faixa de chuva muito volumosa entre o Noroeste, o Alto Jacuí, o Centro do estado, os vales, a Grande Porto Alegre e o Litoral Norte. A chuva vem acompanhada de raios e trovoadas e há risco elevado de temporais localizados de vento forte e granizo.


Ar mais frio ingressa durante a segunda metade do dia e com vento que sopra moderado e com rajadas por vezes de 50 km/h a 70 km/h em diferentes cidades. Por isso, a temperatura cai e as mínima ocorrem à noite. Por que a segunda-feira de tanta instabilidade. Serão três fatores interagindo para gerar a chuva volumosa a excessiva e os temporais no Rio Grande do Sul: um centro de baixa pressão, uma frente fria e uma corrente de jato em baixos níveis.


Inicialmente, um centro de baixa pressão vai estar sobre o Rio Grande do Sul nesta segunda, e o fenômeno reforça a instabilidade.


Toda a área de baixa pressão é ciclone (giro horário) assim como toda o centro de alta pressão é anticiclônico (giro no sentido anti-horário), mas nem toda a baixa pressão é um ciclone extratropical. Não haverá um ciclone extratropical no Rio Grande do Sul nesta segunda. Dois, uma frente fria vai avançar pelo estado no decorrer do dia. O sistema frontal com uma massa de ar frio em sua retaguarda vai encontrar a massa de ar quente e úmido sobre o estado e favorecerá a formação de nuvens carregadas sob a presença da área de baixa pressão presente no território gaúcho.


O ar frio ingressará no estado com vento moderado e rajadas fortes de Sul. Em ciclones, o vento vem de Oeste a Noroeste. Terceiro, uma forte a intensa corrente de jato em baixos níveis estará atuando sobre o Sul do Brasil. Este corredor de vento forte a cerca de 1.500 metros de altitude traz ar quente diante da frente fria e garante energia para a formação de nuvens de tempestades com chuva intensa, raios e temporais.


A frente fria e o centro de baixa pressão se afastam na terça-feira e o tempo deve melhorar no Rio Grande do Sul no decorrer do dia com sol e nuvens, mas a terça ainda começa com chuva em diversas regiões gaúchas, especialmente na Metade Leste do estado. O sol aparece na quarta, mas a trégua da chuva será curta. Uma frente quente vai se formar ainda no começo do dia com chuva intensa, muitos raios e granizo no Oeste, Centro, Sul e o Leste do estado.


Fonte e foto: MetSul Meteorologia

Comments


bottom of page