redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

RS pode ter máxima acima de 40°C nesta quarta-feira


O Rio Grande do Sul deve enfrentar calor intenso nesta quarta-feira, dia em que os termômetros podem passar dos 40°C. De acordo com a MetSul Meteorologia, uma massa de ar quente ganha força e a onda de calor começa a ingressar na fase mais crítica, especialmente na metade Oeste.


Cidades do Noroeste podem ter máxima de 40°C e, em áreas como Uruguaiana, Barra do Quaraí e Quaraí, a temperatura pode chegar a 42°C ao longo do dia. Cidades que fazem fronteira com o Uruguai e na Campanha também podem chegar perto de 40°C. Em Santa Maria, a previsão é de máxima de 41°C.


O sol predomina em todas as regiões, com amplos períodos de céu claro nesta quarta. A umidade se mantém muito baixa à tarde, com marcas de 10% a 20% em muitas cidades. A MetSul alerta, com isso, para o risco alto a extremo de incêndio em vegetação.


Em Porto Alegre, a quarta-feira vai ser ensolarada, com marcas altas, entre 18°C e 34°C.


Calor histórico em Buenos Aires

Buenos Aires começou o ano de 2022 enfrentando um calor histórico. Segundo a MetSul Meteorologia, a capital argentina teve, nesta terça-feira, o segundo dia mais quente desde que as medições passaram a ser realizadas em 1906. Segundo o Serviço Metereológico Nacional do país, às 16h05min a capital portenha registrou 41,1ºC.


De acordo com a MetSul, a previsão é que o calor possa diminuir nesta quarta na cidade de Buenos Aires, voltando a aumentar na quinta e na sexta, quando as máximas podem ser de 1°C a 2°C mais altas que hoje. Com isso, a capital argentina pode estabelecer uma nova marca histórica de calor. A temperatura extremamente elevada trouxe recorde de consumo de energia e cortes descritos pela imprensa local como “massivos” atingiram Buenos Aires e a área metropolitana. O número de pessoas sem luz ficou perto de três milhões de argentinos no pico do apagão. O serviço de trens registrou atrasos em todas as linhas e, com semáforos desligados, o trânsito na capital ficou mais complicado. No interior do país, na região do Cuyo, mais a Oeste, os termômetros marcaram quase 45°C.


Mínimas e máximas no RS nesta quarta:


Capão da Canoa 19°C | 30°C

Erechim 17°C | 35°C

Santa Maria 20°C | 36°C

Santa Cruz 18°C | 37°C

Santiago 20°C | 38°C

Santana do Livramento 21°C | 39°C

Alegrete 21°C | 40°C

Uruguaiana 22°C | 41°C

Santa Rosa 21°C | 41°C


Fonte: MetSul Meteorologia

Foto: MB Notícias - Néia Benites


127 visualizações1 comentário