top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

RS chega a 157 mortes em decorrência das chuvas; há ainda 88 desaparecidos

A forte chuva que atinge o Rio Grande do Sul afetou 463 dos 497 municípios do Estado e causou mais de uma centena de mortes. O desastre climático ainda afetou o fornecimento de água tratada e de energia elétrica em centenas de milhares de imóveis. A chuva também levou o Guaíba ao maior nível já registrado: 5m35cm no Cais Mauá, no Centro Histórico de Porto Alegre.


Mortes e desaparecimentos


Conforme o boletim mais recente da Defesa Civil estadual, divulgado neste domingo (19), a chuva causou 157 mortes.

Pelo menos 806 pessoas se feriram. Há registro de 88 desaparecidos.

O RS tem 581.633 desalojados e 76.955 pessoas em abrigos.


Tô Salvo


Em parceria com mais de 50 abrigos de diferentes regiões do Estado, a plataforma Tô Salvo lista o nome de pessoas que foram resgatadas e indica o endereço do ponto onde foram acolhidas.


O sistema é simples e de fácil utilização: para buscar por alguém basta digitar o nome da pessoa. Se houver dados referentes à pesquisa, uma lista com o nome, idade e o local em que ela está abrigada vai carregar automaticamente.


Nível do Guaíba


As medições do nível do Guaíba são realizadas de hora em hora, conforme divulgação da Defesa Civil estadual. O dado mais recente, das 17h15min deste domingo (19), mostra que o nível chegou 4m29cm. O registro mais alto foi de 5m34cm, às 5h30min do dia 5.


Água


O boletim mais recente da Corsan informa 68 mil clientes sem abastecimento de água.

Em Porto Alegre, o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) relata que uma estação de tratamento de água (ETA) segue com operações suspensas, a ETA das Ilhas. As outras ETAs da cidade estão operando com capacidade reduzida.


Energia elétrica


A CEEE Equatorial informa que 84 mil clientes estão sem energia na área de concessão. Desses, 79 mil estão desligados por segurança, devido a áreas alagadas e atendendo a solicitações da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e das prefeituras. Em Porto Alegre são 51 mil clientes nessas condições.


Na área da RGE, 106,9 mil clientes estão sem energia na área da RGE. A maioria desses clientes estão em áreas alagadas ou em locais com impedimento de acesso das equipes. As regiões mais afetadas são Metropolitana (62,2 mil), Vale dos Sinos (30,5 mil), Vale do Taquari (7,8 mil) e Vale do Rio Pardo (4,6 mil).


Fonte: GZH

Foto: Prefeitura de Lajeado


Comentarios


bottom of page