top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Quase mil casas atingidas por enchente são consideradas inabitáveis no Vale do Taquari


Já chega a 973 o número de casas atingidas pela enchente que são consideradas inabitáveis no Vale do Taquari. Compõem esta soma 493 residências destruídas parcial ou totalmente e outras 480 comprometidas por estarem situadas junto às que foram diretamente atingidas.


A atualização do levantamento realizado na região foi divulgada nesta quinta-feira (21) pelo governo do Estado. Já foram vistoriadas 1.832 moradias nas cidades de Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Encantado, Muçum, Roca Sales e Santa Tereza.


A situação mais crítica está em Encantado, onde 605 casas avaliadas pela equipe técnica de engenheiros não podem mais ser habitadas tamanho os estragos provocados pela inundação. Entre elas, 195 sofreram destruição. As demais foram classificadas como adjacentes.


— As residências adjacentes podem estar, aparentemente, com capacidade de abrigar as famílias, mas os laudos dos engenheiros mostram que, pelo fato de estarem junto às moradias atingidas e destruídas, estão inabitáveis e condenadas — explicou em coletiva de imprensa o vice-governador Gabriel Souza.


Confira os resultados das vistorias realizadas até o momento:


Muçum: 92 destruídas + 11 adjacentes = 103 casas inabitáveis

Arroio do Meio: 77 destruídas + 20 adjacentes = 97 casas inabitáveis

Roca Sales: 67 destruídas + 28 adjacentes = 95 casas inabitáveis

Santa Tereza: 45 destruídas + 8 adjacentes = 53 casas inabitáveis

Cruzeiro do Sul: 17 destruídas + 3 adjacentes = 20 casas inabitáveis


Além desses dados, também são apontadas as residências que precisam passar por pequenos reparos.


Segundo o governo gaúcho, encontram-se nessa situação 116 em Roca Sales, 102 em Arroio do Meio, 65 em Muçum, 40 em Encantado, sete em Santa Tereza e uma em Cruzeiro do Sul.


O trabalho está em andamento. Moradias de Estrela, município que também foi bastante impactado, devem ser priorizadas pela equipe técnica responsável.


Segundo o vice-governador, o levantamento prossegue por tempo indeterminado:

— Vamos passar por todos os municípios em que houver necessidade de avaliação.


Fonte: GZH

Foto: Foto: Mauricio Tonetto / Palácio Piratini

MB No

Comments


bottom of page