top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Prefeitura de Sede Nova suspende aulas após agressão a professora


A Administração Municipal de Sede Nova publicou uma nota de repúdio por conta da agressão que uma professora sofreu na tarde desta quinta-feira (19). Conforme o texto, publicado na página oficial da prefeitura no Facebook na noite passada, uma moradora agrediu uma professora em frente ao ginásio municipal.


O fato ocorreu no momento em que era realizado o ensaio da banda marcial. A nota destaca que a agressão ocorrida diante de crianças, adolescentes e profissionais da educação causou “desespero, choro e pânico”. As informações apuradas pela reportagem são de que a autora das agressões é mãe de alunos que frequentam a banda.


Considerando a gravidade do ocorrido e para a segurança dos alunos e professores, o Executivo Municipal decretou a suspensão das aulas na Escola Municipal João Didoné nesta quinta-feira (20) e também na sexta-feira (21). Ainda de acordo com o comunicado, fica suspensa a aplicação da prova do SAERS, a qual será aplicada em nova data.


A prefeitura salientou que as providências cabíveis estão sendo tomadas, sendo necessário que o fato seja devidamente apurado pelas autoridades competentes e os culpados punidos. A professora agredida integra o quadro de servidores municipais na área de Educação e Cultura. A vítima passa bem e será submetida a exames de corpo de delito.


A Brigada Militar informou à reportagem da Rádio Alto Uruguai que não repassará detalhes sobre o episódio.


Aulas também suspensas na Escola Estadual Raimundo Almeida


Por meio de comunicado, a Escola Estadual de Ensino Médio Professor Raimundo Almeida também informou que as aulas foram suspensas nesta quinta-feira (20), assim como a aplicação da prova do SAERS e a entrega de boletins. Ainda não há uma definição sobre o retorno das aulas, se ocorrerá na sexta-feira (21) ou apenas na próxima semana. Novas orientações serão divulgadas durante o dia.


A professora agredida também dá aulas na escola estadual. A instituição externou o apoio e indignação ao fato ocorrido com a colega e professora, destacando que “quando um professor é agredido, todos os demais também são”.


Fonte: Rádio Alto Uruguai

Foto: Arquivo/Divulgação



388 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page