redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Operação Golpe de Azar tem mandados cumpridos em Bom Progresso


A Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e efetuou uma prisão temporária na localidade de Linha Figueira, no interior de Bom Progresso. As informações foram repassadas pelo delegado de polícia Marion Volino. A ação da Polícia Civil na cidade da região Celeiro integra a operação Golpe de Azar deflagrada nesta sexta-feira (4) para desarticular uma organização criminosa de estelionatários de Passo Fundo.


Ao todo, são cumpridos 21 mandados de prisão preventiva e temporária, bem como 26 mandados de busca e apreensão nas cidades de Passo Fundo, Porto Alegre, Farroupilha e Bom Progresso. Até o momento 15 pessoas foram presas e apreendidos vários documentos, veículos e outros objetos.


A investigação de oito meses, coordenada pela 1ª DP de Pelotas, apurou que diversos estelionatários oriundos de Passo Fundo praticaram o Golpe do Bilhete Premiado contra, no mínimo, 30 vítimas em Pelotas. O golpe se dá em regra, quando a vítima é abordada por um golpista que se faz passar por uma pessoa humilde e que teria um bilhete premiado em mãos.


Após a abordagem inicial entram em cena os demais golpistas que confirmam a premiação e convencem a vítima a transferir valores a título de garantia para o recebimento de parte do prêmio. Segundo apurado, o prejuízo contra as vítimas, na maioria mulheres idosas, é estimando em mais de R$ 500 mil. Além das prisões foi solicitado ao Poder Judiciário o bloqueio de diversas contas bancárias dos criminosos.


A operação contou com o apoio, durante a investigação, da DRACO de Passo Fundo, e com a participação nesta sexta-feira (4) de 87 policiais civis de diversas delegacias de Pelotas, Passo Fundo, Farroupilha, Três Passos, Bom Progresso e Porto Alegre. Os investigados devem responder pelos crimes de estelionato e organização criminosa.


A reportagem da Rádio Alto Uruguai buscou contato com a Polícia Civil em busca de mais detalhes a respeito dos mandados cumpridos em Bom Progresso e de como teria sido o envolvimento dessa pessoa presa temporariamente. Mais informações ainda não foram divulgadas.


Fonte: Rádio Alto Uruguai - Com informações da Polícia Civil

Foto: Polícia Civil



455 visualizações0 comentário