top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Leite anuncia que mais de 1,7 mil policiais reforçarão a segurança durante a jornada escolar


O governador Eduardo Leite se reuniu, na tarde desta quarta-feira (12), com os secretários da Segurança Pública, Sandro Caron, e da Educação, Raquel Teixeira, para discutir medidas de reforço da proteção às instituições de ensino. Foram apresentadas ações de prevenção e repressão alinhadas entre as duas secretarias para garantir a segurança dos estudantes e profissionais de ensino, entre as quais um adicional de mais de 1,7 mil policiais no patrulhamento durante o período de jornada escolar.


Em entrevista coletiva para a imprensa realizada após o encontro, Leite comentou sobre as ações imediatas que o governo do Estado está realizando para assegurar a tranquilidade da comunidade escolar. “Há um grupo mapeando todas as situações e liberei o trabalho em horas extras dos nossos policiais para podermos dobrar o efetivo nas ruas ao longo dos próximos dias. O Estado estará com efetivo reforçado, focado no patrulhamento das regiões no entorno das escolas”, anunciou.


Segundo o governador, o reforço policial será mantido durante todo o tempo em que for considerado necessário para tranquilizar a população quanto à segurança de alunos, professores e demais profissionais da educação.


Na reunião, Caron apresentou o caminho pretendido para lidar tanto com possíveis ameaças quanto com a divulgação de informações falsas, que possam levar preocupação à comunidade escolar. O secretário ressaltou a importância de incentivar a população que comunique às autoridades sobre alguma movimentação ou informação suspeitas.


Neste sentido, o governador destacou que será feita uma ação de comunicação para orientar sobre os canais oficiais: telefone 190, para situações de emergência, e telefone 181 ou o link Denúncia Digital 181, no site da SSP, para denúncias. Não há necessidade de identificação do autor e os canais funcionam 24 horas.


“Todas as informações e denúncias que chegam são verificadas, checadas e investigadas. Caso haja algum indício verdadeiro, uma ação específica é realizada. Estamos focados em atuar na prevenção, por isso dobramos o efetivo da Brigada Militar em áreas de ambiente escolar”, reiterou o titular da SSP.


Raquel esclareceu que o cronograma de atividades na rede de ensino do Rio Grande do Sul está mantido, sem alterações na carga horária ou nos componentes curriculares. Além disso, a Secretaria da Educação realiza um trabalho preventivo em articulação com as Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), equipes diretivas, professores e demais membros da comunidade escolar.


A secretária ainda lembrou que a prevenção à violência no ambiente escolar é trabalhada por meio do programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave+), desenvolvido com outras secretarias para a realização de atividades de conscientização e orientação.


No âmbito da SSP, são mantidos programas educacionais e preventivos, realizados de forma contínua na rede escolar, para coibir o uso de drogas e violência, como o Papo de Responsa, da Polícia Civil, e o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), da Brigada Militar.


Também participaram da reunião a secretária de Comunicação, Tânia Moreira, o chefe de Gabinete do Governador, Euclides Neto, o subchefe da Polícia Civil, delegado Heraldo Guerreiro, e o subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Douglas da Rosa Soares.


Fonte: Governo do RS

Foto: Maurício Tonetto/Secom


Comments


bottom of page