redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Governo gaúcho desobriga máscaras ao ar livre no Estado


O Gabinete de Crise do governo do Estado decidiu, nesta terça-feira (15), desobrigar o uso de máscaras em ambientes ao ar livre no Rio Grande do Sul. A permissão só valerá a partir da publicação do decreto, o que pode ocorrer até esta quarta-feira (16). Em espaços fechados, o acessório deve seguir obrigatório.


O Executivo se manifestou pelo Twitter na tarde desta terça:


O Executivo seguiu recomendação do Comitê Científico de Apoio ao Enfrentamento da Pandemia de Covid-19 (Conitec). Na nota elaborada pelo comitê, os especialistas alertam que as pessoas que pertencem a grupos vulneráveis, como os não vacinados, os com doença autoimune, os imunossuprimidos, os pacientes oncológicos, entre outros, sigam com a proteção no rosto mesmo a céu aberto.


Os profissionais salientaram que, mesmo ao ar livre, não é possível afirmar cientificamente que o risco de transmissão da covid-19 é zero.


Estados


Ao menos 11 Estados brasileiros e o Distrito Federal já flexibilizaram suas regras de uso de máscaras de proteção respiratória, autorizando prefeituras locais a seguirem o mesmo caminho. Embora haja, entre os especialistas, quem julgue prematuro o relaxamento da medida de proteção contra o novo coronavírus, os governantes alegam que o avanço da vacinação e o menor número de casos da covid-19 no País tornam seguro que as pessoas voltem a descobrir seus rostos após dois anos de pandemia.


Entre as 12 unidades federativas, a última a implementar as novas normas, antes do Rio Grande do Sul, foi Minas Gerais. Desde o sábado (12), o governo estadual mineiro tornou opcional o uso de máscaras em locais abertos. A decisão final, contudo, cabe aos municípios, que podem não adotar o que o governo estadual classifica como uma “orientação”, adotada “a partir da melhoria dos indicadores da pandemia” no Estado.


Fonte: O Sul

Foto: ilustrativa


243 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo