top of page
cresol.jpg
IPTU 2024 - BANER PORTEL ON LINE.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg
oeste pneus.jpg

Governo coloca RS em estado de atenção por causa de estiagem


Lavoura afetada pela estiagem no RS — Foto: Reprodução/RBS TV

O governo do Rio Grande do Sul estabeleceu, na terça-feira (10), estado de atenção por 90 dias em razão da estiagem que afeta diversos municípios desde dezembro de 2022. Conforme atualização mais recente da Defesa Civil, 61 muncípios decretaram emergência pela falta de chuva. Veja a lista abaixo.


Segundo o governo, a medida visa garantir o abastecimento da população. A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) fica responsável por acompanhar diariamente o nível dos mananciais que utiliza para identificar um possível comprometimento do abastecimento. A empresa fica autorizada a construir minibarramentos e reforços nos sistemas de captação.


Nesta quarta (11), o Fórum Permanente de Combate à Estiagem, instituído pelo governo do estado, se reuniu para debater a crise. Representantes do governo e de entidades ligadas ao campo discutiram medidas de enfrentamento à falta de chuva.


O grupo afirma que realizará um plano atualizado de enfrentamento à estiagem. O projeto, ainda sem data definida, será apresentado ao governador Eduardo Leite.


"Alguns pontos prioritários levados em conta para elaborar o novo plano é o combate à fome e ao desabastecimento de água, assim como a distribuição de cestas básicas e a aquisição, por parte do governo, de produtos da agricultura familiar em cestas básicas, para fomentar a produção das famílias do campo", diz o chefe da Casa Civil, Artur Lemos Júnior.


Além das cidades com decretos de emergência, outros municípios relatam impactos pela falta de chuva, mas ainda sem decreto assinado: Boqueirão do Leão, Brochier, Canela, Jaguari, Morro Redondo, Nova Ramada, Piratini, Progresso, São Francisco de Assis e Taquari.

Fonte: GaúchaZH


74 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page