top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Decretada situação de emergência em Tenente Portela

Município estima prejuízos superiores a R$ 11 milhões somente na agricultura e na pecuária. Para recuperar infraestrutura rural, Prefeitura prevê gastos de R$ 2,5 milhões.


As chuvas intensas registradas ao longo da última semana provocaram danos em todo o território de Tenente Portela. Levantamento apresentado pela Emater-RS/Ascar contabiliza prejuízos de R$ 11.098,562,40. A soma refere-se as perdas na pecuária leiteira (R$ 473.340,00); e nas culturas do milho silagem (R$ 1.350.000,00), do milho grão (R$ 1.355.222,40) e do trigo (R$ 7.920.000,00).


Este prejuízo econômico levou o Município a decretar situação de emergência. O decreto (390/23) foi assinado na última sexta-feira, 20, pelo prefeito Rosemar Sala. Conforme a Emater, as precipitações pluviométricas de 16 a 19 de outubro totalizaram 362 milímetros e somadas ao período de 01 de setembro a 15 de outubro, chegaram a 945 milímetros. As perdas também atingiram outras culturas e criações, entre elas, feijão, bovinocultura de leite e de corte, hortaliças, morangos, fumo/tabaco, melão, melancia, videira, aveia, floricultura e ovinocultura.


O Município também contabiliza os danos na infraestrutura rural e urbana. A chuva castigou principalmente as estradas e avariou pontes, pontilhões e bueiros. O transporte escolar na área rural foi suspenso e somente será retomado a partir desta segunda, 23. Conforme Rosemar Sala, serão necessários cerca de R$ 2,5 milhões para sanar os problemas e recuperar as condições de trafegabilidade das vias rurais.


A Assistência Social e a Defesa Civil local contabilizam que 88 famílias foram afetadas pelas chuvas, vendaval e granizo ocorridos na noite da segunda, 16. O número refere-se as residências alagadas e isoladas, em especial pelas cheias dos rios Guarita, Turvo e Filisbino; e as que tiveram os telhados danificados pelo granizo e os ventos fortes.


Outro problema que resultou em prejuízos foi a falta de energia elétrica que, em algumas regiões, persistiu durante toda a semana

A partir da assinatura do decreto, o Município formalizará a situação aos Governos Estadual e Federal e gestionará, juntamente com as demais cidades afetadas, apoio financeiro.


Enquanto isso, o prefeito solicita a compreensão da comunidade, em especial quanto a recuperação das estradas. Conforme ele, mesmo com o esforço de toda a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Rural, serão necessários meses para a recuperação da malha viária.


Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Tenente Portela


470 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page