top of page
cresol.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg

Corpo de jovem morta em Campo Novo foi encontrado carbonizado dentro de residência


Residência onde residiam as vítimas foi consumida por incêndio. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou detalhes sobre um feminicídio e tentativa de feminicídio registrados nesta terça-feira (9) em Campo Novo. Os crimes ocorreram por volta das 9h30min na localidade de Pontão da Mortandade, no interior do município. O suspeito foi preso em flagrante.


Conforme nota divulgada pelo delegado Vilmar Alaídes Schaefer, que responde pela Delegacia de Campo Novo, Jéssica Helena Machado, de 19 anos, foi assassinada na casa em que morava com a mãe. O autor do crime ainda esfaqueou a mãe da jovem, de 54 anos, que sobreviveu.


Após os crimes, a casa foi incendiada e ficou totalmente destruída. De acordo com o delegado, o corpo de Jéssica foi encontrado carbonizado no quarto. A mãe foi socorrida ao Hospital Santo Antônio de Tenente Portela e, a princípio, não corre risco de morte.


O autor fugiu levando consigo o Toyota/Corolla pertencente à família das vítimas. O veículo foi encontrado completamente incendiado a cerca de três quilômetros de onde ocorreram os crimes.


A causa da morte de Jéssica será esclarecida pelo exame de necropsia. No entanto, o delegado informou, a partir do relato da mãe – que conseguiu verbalizar a um familiar enquanto era socorrida – que sua filha teria sido morta com duas facadas no peito.


Suspeito é preso em flagrante uma hora após o crime


Cerca de uma hora após o fato, agentes da Polícia Civil e policiais militares prenderam o suspeito em flagrante na sua residência. Ele foi encaminhado ao sistema carcerário. O indivíduo foi autuado pelos crimes de feminicídios consumado e tentado, além de incêndio criminoso em face do veículo.


Pelo apurado até o momento, segundo o delegado, a motivação tem cunho passional – o suspeito e a jovem tiveram breve e informal relação de namoro – e o término não teria sido aceito pelo autor.


Vilmar informou que as investigações prosseguem a fim de coletar informações relativas à completa elucidação da autoria, materialidade, motivação e demais circunstâncias ligadas aos fatos e identificar eventual participação de terceiros.



Fonte: Rádio Alto Uruguai

932 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page