redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Centro da bolha de calor no Prata trará temperaturas extremas nesta sexta-feira


O Rio Grande do Sul terá uma sexta-feira escaldante com calor muito intenso em mais cidades que nos últimos dias. A massa de ar extremamente quente que vinha atuando com maior força na Metade Oeste gaúcho, na Campanha e no Norte do Estado gradualmente toma conta do Estado e traz dia tórrido com marcas perto ou acima de 40ºC na maioria das cidades nesta sexta-feira.


O calor começa a se intensificar muito nas áreas de Porto Alegre, da região metropolitana e dos vales. Diferentemente do Oeste, que teve dois dias seguidos com 41ºC na quarta e ontem, os vales possuem uma topografia em que o aquecimento é mais favorecido, especialmente sob a presença de vento Norte. Com isso, há uma maior propensão a máximas extremas. Se já ontem houve pontos dos vales com máximas perto dos 40ºC, como Lajeado, com a chegada do ar mais quente agora as máximas passarão facilmente dos 40ºC.


Esta sexta-feira no Rio Grande do Sul tem sol, nuvens aparecem no decorrer do dia e na Metade Norte ocorrem pancadas isoladas com risco de temporal da tarde pra noite. Não se descarta instabilidade isoladíssima também do Centro para o Oeste gaúcho. É importante lembrar que em dias de excessivo calor, instabilidades isoladas podem ser muito fortes ou até severas com risco de chuva torrencial, vendaval e granizo.


O núcleo da bolha de ar quente atuará ao longo desta sexta-feira na altura do Rio da Prata, onde trará um dia de calor histórico nas cidades de Montevidéu e Buenos Aires. Com o centro do domo de calor mais ao Norte, as máximas no Sul e Campanha hoje serão extremamente altas e raramente vistas na história recente destas regiões com valores ao redor e acima de 40ºC em muitos municípios e de 41ºC a 43ºC nas áreas de Bagé e Jaguarão.


A onda de calor atinge o seu ápice nesta sexta no Uruguai e Argentina. Buenos Aires pode superar os 41,1ºC da terça, segunda maior máxima em 117 anos de dados da capital argentina, só atrás dos 43,3ºC de 1957. O calor será extraordinário no Centro do país com múltiplos recordes, levando o sistema elétrico ao limite com apagões. No Uruguai, o calor nesta sexta também será histórico com quebra de recordes e máximas em alguns departamentos de 42ºC a 44ºC.


E, se não bastasse, vai começar a fazer muito calor também de noite. A noite desta sexta-feira será incrivelmente quente no Sul e no Oeste do Rio Grande do Sul com 30ºC a 33ºC às 21h em Uruguaiana, Quaraí e diversos outros municípios. Uruguaiana, por exemplo, deve amanhecer com temperatura mínima impressionante ao redor de 30ºC no sábado. Muitas cidades do Uruguai e da Argentina também podem ter recordes de mínimas mais altas no sábado, inclusive Buenos Aires.


A reprodução em parte dos conteúdos da MetSul é autorizada desde que citada a fonte e publicado o hyperlink para o original https://metsul.com/centro-da-bolha-de-calor-no-prata-trara-temperaturas-extremas/ .


Fonte: Metsul Meteorologia

Foto: MB Notícias - Néia Benites

486 visualizações0 comentário