redefort supersacolao.jpg
banner p.o.jpg
banner-hanauer-PO.png
viatec.png
rm-energia.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
peixoto_instaladora.png
mecaninca jaime 1000x250.jpg
sicredi.jpg
WS ESCAVAÇÕES 1000x250.jpg
loterica 1000x250 (2).jpg
oeste pneus.jpg
cresol.jpg

Avó mata a pauladas homem que tentou estuprar neta no Paraná


A avó disse e mesmo sendo presa, não se arrepende: "Não me arrependo, meus netos, minha neta, são preciosos".


A mulher, de 64 anos, que matou um homem neste domingo (24), em Apucarana, no norte do Paraná, repassou detalhes de como tudo aconteceu.


Durante entrevista para o site TNOnline, ela disse que Eduardo Cezar Barbosa Fernandes tentou violentar a neta dela, de 13 anos, nesta madrugada.


"Ela gritou por socorro e ele só não conseguiu violentar ela, pois minha neta é esperta luta karatê, sabe se defender, ele arrombou a porta da nossa casa e foi para o quarto dela, como ela se defendeu ele saiu correndo. Eu deixava ele tomar banho, usar nosso banheiro, não imaginava que ele iria fazer isso. Como ele fugiu, desde cedo estava a procura dele, encontrei ele no Marcos Freire, trouxe ele de volta pra minha casa, e aqui, dei umas pauladas nele, ele caiu, então acabei de matar", disse a avó da menina.


A avó disse que mesmo sendo presa, não se arrepende do crime. "Não me arrependo, meus netos, minha neta, são preciosos. Matei ele mesmo, meu marido não fez nada, mas eu sei. Pelo menos agora ele não vai mais furtar, roubar e nem estuprar mais ninguém", comenta a mulher.


O crime:


Um homem, de 35 anos, foi encontrado morto em uma casa, localizada na Rua Maracahi, na Vila Feliz em Apucarana. O crime aconteceu neste domingo (24). A Polícia Militar (PM) foi chamada por volta das 15h40. A princípio, ele teria tentado violentar uma adolescente, de 13 anos, durante a madrugada.


Conforme apurou a reportagem, duas mulheres, entre elas a avó da menina, e um homem teriam cometido o crime. Eles foram levados para a delegacia. De acordo com a PM, todos ficaram na casa após o assassinato. "O homem estava amarrado e morto. Todos ficaram na casa após o crime, e estamos procurando mais um envolvido no crime que fugiu. Na madrugada nossas equipes foram chamadas para atender a tentativa de estupro, mas ele havia fugido. Violência que gera violência. Todos os envolvidos, até o que morreu, já têm passagens pela polícia", disse o Subtenente Almir Freitas.


O homem que morreu foi identificado. O corpo de Eduardo Cezar Barbosa Fernandes foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). "Não me arrependo de ter matado, posso ficar presa, mas pelo menos ele não vai furtar, roubar ou estuprar mais ninguém", comentou a avó.


Fonte: Sílvia Vilarinho/ TN Online

Foto: divulgação



4.748 visualizações0 comentário