top of page
cresol.jpg
IPTU 2024 - BANER PORTEL ON LINE.jpg
RM banner 1000x250.jpg
sicoob.jpg
abegg.jpg
sicredi.jpg
IMG_7261.JPG
banner p.o.jpg
oeste pneus.jpg

Assembleia Legislativa aprova proposta que impede alteração no hino do RS


Palácio Piratini, sede do governo do RS, e Palácio Farroupilha, sede da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre — Foto: Galileu Oldenburg/ALRS

Em sessão extraordinária realizada na manhã desta terça-feira (11), a Assembleia Legislativa aprovou, em 1º turno, a proposta de emenda constitucional (PEC) do deputado Rodrigo Lorenzoni (PL) que "institui proteção e imutabilidade" dos símbolos do Rio Grande do Sul, como o hino. Foram 38 votos favoráveis e 13 contrários. (Veja abaixo como cada deputado votou)


A votação foi acompanhada das galerias por manifestantes favoráveis e contrários ao projeto. A PEC precisará ser aprovada também em segundo turno.


"Nós somos um só povo. A bandeira do estado do RS traz escrito liberdade, igualdade e humanidade. É a tradição e a nossa história que nos mostram que nós somos um só povo", disse, em plenário, Lorenzoni. Para o deputado Matheus Gomes (PSOL), um dos membros da bancada negra, "imutabilidade dos símbolos é algo que não existe em um regime como o nosso".


''Essa ideia tem um objetivo muito direto: tentar impedir que a sociedade do Rio Grande do Sul construa uma reflexão sobre elementos da nossa cultura que, infelizmente, preservam uma tradição oriunda do período do colonialismo, do período da escravidão", avaliou. O trecho do hino do Rio Grande do Sul considerado racista por parlamentares da bancada negra gaúcha e movimentos sociais diz que "povo que não tem virtude acaba por ser escravo".


A votação da proposta havia sido adiada duas vezes. Na semana passada, não se chegou ao número necessário de parlamentares. Na ocasião, alguns deputados que apoiam o projeto se declararam ausentes. Como votou cada deputado


Partido Parlamentar Voto

PT Jeferson Fernandes Não

PT Laura Sito Não

PT Leonel Radde Não

PT Luiz Fernando Mainardi Não

PT Miguel Rossetto Não

PT Pepe Vargas Não

PT Sofia Cavedon Não

PT Stela Farias Não

PT Valdeci Oliveira Não

PT Zé Nunes Não

PP Adolfo Brito Sim

PP Frederico Antunes Sim

PP Guilherme Pasin Sim

PP Joel Wilhelm Sim

PP Marcus Vinícius Sim

PP Professor Issur Koch Sim

PP Silvana Covatti Sim

MDB Carlos Búrigo Sim

MDB Edivilson Brum Sim

MDB Luciano Silveira Sim

MDB Patrícia Alba Sim

Republicanos Capitão Martim Sim

Republicanos Delegado Zucco Sim

Republicanos Eliana Bayer Sim

Republicanos Gustavo Victorino Sim

Republicanos Sergio Peres Sim

PSDB Delegada Nadine Sim

PSDB Neri, o Carteiro Sim

PSDB Pedro Pereira Sim

PSDB Professor Bonatto Sim

PL Adriana Lara Sim

PL Cláudio Tatsch Sim

PL Kelly Moraes Sim

PL Paparico Bacchi Sim

PL Rodrigo Lorenzoni Sim

PDT Airton Artus Sim

PDT Eduardo Loureiro Sim

PDT Gerson Burmann Sim

PDT Luiz Marenco Sim

União Brasil Aloísio Classmann Sim

União Brasil Dirceu Franciscon Sim

União Brasil Dr. Thiago Duarte Sim

PSOL Luciana Genro Não

PSOL Matheus Gomes Não

Podemos Prof. Claudio Branchieri Sim

Podemos Ronaldo Santini Sim

PSD Gaúcho da Geral Sim

PSB Elton Weber Sim

NOVO Felipe Camozzato Sim

PTB Elisandro Sabino Sim

PCdoB Bruna Rodrigues Não

Fonte: Assembleia Legislativa


Referendo

Os parlamentares também aprovaram a proposta que prevê que qualquer tentativa de alteração nos símbolos oficiais precisa passar, primeiro, por um referendo. De autoria do deputado Luiz Marenco (PDT), o projeto recebeu 39 votos favoráveis e 13 contrários.


No plenário, Marenco lembrou da carreira como artista e citou que canta o hino rio-grandense há 35 anos. O deputado alegou que a intenção do projeto é ''preservar a cultura e proteger os símbolos do RS''.



Fonte: G1 - RS

203 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page