Prefeitura de Redentora deve suspender processo seletivo por suspeita de irregularidades

 

Sede do MP de Coronel Bicaco / Foto: Divulgação

A pedido do Ministério Público em Coronel Bicaco, a Justiça deferiu pedido liminar, em ação civil pública ajuizada, determinando que o Município de Redentora suspenda a seleção feita no Processo Seletivo Simplificado Nº 02/2017, até o julgamento final do processo.

Segundo o MP, o edital do Processo objetivava o preenchimento dos cargos de coordenador de polo, agente recreativo, auxiliar de apoio administrativo, orientador social, assistente de imprensa, fisioterapeuta e merendeira.

A ação, assinada pela promotora Dinamárcia Maciel, aponta que não há informações públicas sobre a formação e qualificação da comissão avaliativa do certame, à qual incumbiria a entrevista dos candidatos.

Outro problema apontado na ação é a ausência de critérios claros e objetivos para a análise dos currículos dos inscritos, além da previsão de validade do Processo Seletivo sem qualquer menção ao prazo dos contratos emergenciais.

A reportagem do site Portela Online entrou em contato com o prefeito de Redentora, Nilson Paulo Costa, que alegou ter recebido recentemente a notificação do MP e que após analisar junto ao Departamento Jurídico irá se manifestar.  Informou também que o referido processo seletivo era para o programa chamado Brincando com o Esporte do Governo Federal com contratos para 25 dias de trabalho.

De acordo com o prefeito ele tem prazo de 30 dias para responder ao Ministério Público.

A juíza fixou  multa para a hipótese de descumprimento da decisão.

Comente pelo Facebook

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA