Rabiscos do Silêncio- O carpinteiro do universo

 

O CARPINTEIRO DO UNIVERSO

Que bom é poder sentir a presença de uma força infinita em nosso caminho. Essa força infinita e divina que está em nosso meio: o próprio Deus. Ele se faz presente em nosso interior e exterior transmitindo-nos a leveza de espírito.

É uma perfeita inserção que Deus faz de nós seres humanos à toda a natureza. São bilhões de espécies que estão colocadas no universo e delas irradia paz, alegria e luz. Ver tudo isso com os olhos do amor, não é questão de somente perceber essas coisas com a razão contemplativa. Mas sim saber compenetrar e criar em nossa consciência a valorização, o respeito e a perceptibilidade dessa extraordinária ordem em que tudo está colocado.

Há uma diversidade de frutas, peixes, répteis, verduras, borboletas, árvores, flores, sementes, insetos, aves, pássaros e pessoas. Tudo conectado com a vida e colocado de maneira organizada pelo carpinteiro do universo (Deus). Vemos o sol que faz com que reflete vida, embora de maneira desigual sobre a quietude da terra; o vento, a chuva, os oceanos, a energia enfim. Se o sol parasse de brilhar a vida acabaria. É ele a estrela que transmite luz de forma mais efetiva em nossa galáxia. E a lua também brilha refletindo a luz solar com potência espetacular.

É inesgotável a riqueza do planeta, que por onde nós passamos existe vida em abundância, tanto no solo e subsolo como acima deles. Tudo se manifesta a nós de maneira objetiva, colorindo nossas vidas com a beleza que marca a presença direta desse ser divino e faz com que mergulhemos nossa mente nessa presença universal. Como pertencentes a luz, a alegria e ao amor. E esta presença nos motiva na busca constante da fé contagiante, por tudo o que representa paz, esperança e motivação.

E tudo se renova com a vida que passa por nós. Um dia nós não existíamos e Deus pensou em nossas vidas. A partir daquele momento nós passamos a existir, não pela razão do impulso, mas sim pela constituição do amor, fazendo-nos pertencentes a condição do espírito. Que não é separado do nosso corpo, por isso que nós precisamos viver integrados com a nossa felicidade e também com a felicidade das outras pessoas. E isso numa condição que faça com que o fluxo dos pensamentos positivos atinja as outras consciências, numa constante renovação da vida.

O carpinteiro do universo não exclui nenhuma das criaturas, mas ama com um amor envolvente, cativante e responsável. Ele que se faz presente em tudo com a mesma intencionalidade divina porque é a fonte de luz inquestionável e que transmite vida dentro da vida. Se nós existimos é porque o amor divino nos aceitou para fazermos parte integrante deste universo. Mas também somos responsáveis para que este amor não seja aprisionado pelo individualismo secreto gerando indiferentismo, violência e exploração.

Existe uma energia dentro de cada um de nós que é a energia espiritual. Ela nos protege, anima e caminha conosco, fazendo do nosso corpo a transformação de outra energia. Essa energia é a voz do nosso coração. Saber ouvi-la não é somente encher a consciência com coisas supérfluas, obscuras e enganosas, porque isto prejudica as correntes espirituais e o coração sofre muitas cargas negativas que podem sufocar a força dessa energia.

Mas precisamos nos integrar com essa força universal e dar vida a tudo o que existe no universo. Procurando transmitir tranquilidade ao nosso coração com sentimentos que reflitam luz, alegria e esperança. Aquecendo as outras pessoas com valorização, perdão e amor, numa sintonia perceptível da presença de Deus. È necessário ver no nosso semelhante essa energia da verdade contagiante e abrigá-lo em nosso ser para que ele sinta a vibração da luz em seu caminho e não seja esquecido pela manifestação do nosso individualismo obscuro e sem palpitação positiva.

Quando nós temos o coração iluminado e aquecido pela transparência do amor tudo se torna suave. Pois quem ama vê a dimensão da vida gerando leveza do espírito e aprofunda o exercício de motivação interior ao contemplar a chuva que se derrama pela orquestra do carpinteiro do universo, o sol que brilha iluminando tudo e todos os seres animados e inanimados, os pássaros que cantam transmitindo alegria simultânea, a lua e as estrelas que estão colocadas no universo para não deixar as nossas noites tristes.

Portanto, quem ama com o coração aberto vê a vida em toda sua plenitude e sente com a leveza do espírito que existe outro lado da nossa existência que será revelado pela nossa fé, mediante os bons atos que praticarmos com a nossa consciência, enquanto estamos neste plano.

Comente pelo Facebook

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA